Higino Carneiro ouvido na DNIAP

0
40

O deputado Higino Carneiro foi notificado a comparecer na próxima terça-feira na Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal (DNIAP) da Procuradoria-Geral da República (PGR) para “responder sobre determinados factos”.

A confirmação foi avançada hoje ao Jornal de Angola pelo porta-voz da PGR, Álvaro João, que não adiantou as causas do interrogatório ao também antigo ministro das Obras Públicas, governador das províncias de Luanda, Cuanza-Sul e Cuando Cubango e 2º vice-presidente da Assembleia Nacional.

À pergunta sobre que indício de crimes impediam ao deputado, Álvaro João esclareceu que Higino Carneiro vai à DNIAP na qualidade de cidadão apenas para “responder a determinados factos”. O procurador pediu que se aguardasse para o fim da audição para que se divulgassem os pormenores do interrogatório a Higino Carneiro. A presença de Higino Carneiro na DNIAP acontece poucos dias depois da detenção, em prisão preventiva, do antigo director do Instituto de Estradas de Angola (INEA) Joaquim Sebastião, por suspeitas de peculato.

O antigo gestor do INEA, órgão tutelado pelo Ministério da Construção e das Obras Públicas, está detido desde quinta-feira da semana passada e permanecerá em prisão preventiva, enquanto decorrer a instrução do processo.

A Direcção Nacional de Investigação e Acção Penal é o órgão da PGR com competência para investigar e instruir processos criminais, em especial aqueles em que sejam arguidos entidades nomeadas pelo Presidente da República, entre outras personalidades.

A DNIAP ouviu, na terça-feira, o também deputado, antigo ministro da Comunicação Social e ex-director do Gabinete de Revitalização e Execução da Comunicação Institucional (GRECIMA) Manuel Rabelais. Depois de ter sido ouvido, a Rabelais foi aplicada, como medida de coação, a proibição de se ausentar do país, devendo apresentar-se regularmente a DNIAP.

Uma fonte garantiu que a medida aplicada não afecta a actividade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here