Importação de açúcar aumentou em um terço

0
58

O açúcar foi o produto mais importado por Angola no quarto trimestre de 2017, com 121.621 toneladas, ou mais 32,34 por cento que as 91.898 toneladas do mesmo período de 2016, de acordo com dados do Boletim Estatístico do Conselho Nacional de Carregadores (CNC) referente aos três últimos meses do ano passado.

Naquele período, adianta o documento ontem citado pela Angop, houve um aumento na importação de 29.722 toneladas face ao último trimestre de 2016, apesar de uma iniciativa industrial da Biocom de satisfazer o mercado nacional de açúcar.
Na campanha de 2016-/2017, a Biocom, unidade industrial localizada em Malanje, produziu 51.514 toneladas de açúcar, superando a meta estabelecida de 47 mil toneladas.
Para 2018, a Biocom prevê produzir 100 mil toneladas de açúcar e, até 2022, data em que espe-ra atingir a sua maturidade, a empresa prevê produzir 256 mil toneladas de açúcar.
Depois do açúcar, in-dica o Boletim Estatístico do CNC, a farinha de trigo ocupa a segunda posição, com 103.164 toneladas, contra as 136.584 toneladas do mesmo período em 2016, ou menos 33.42 por cento. A importação do arroz também registou uma redução de 15.459 toneladas, caindo para 88.989, diante das 104.448 toneladas do período homólogo.
Outro produto que também registou uma flagrante baixa foi o cimento hidráulico (clinker), com a importação de 62.122 toneladas, face às 252.143 do mesmo período em 2016.
A importação das carnes e miudezas comestíveis também sofreu uma ligeira diminuição de 16.096 toneladas, com a importação de 43.405 toneladas, contra 59.502 do período homólogo, enquanto a importação das carnes de animais da espécie suína subiu de 6.576 para 7.320 toneladas.  
A aquisição de sal de mesa, desnaturado e cloreto de sódio puro ascendeu às 15.341 toneladas, contra 11.151 em 2016, registando um aumento de 4.189.
Por outro lado, a importação dos fertilizantes (adubos) registou um aumento de 4.189 toneladas, para15.341, contra 11.151 toneladas nos últimos quatro meses de 2016, de acordo com a fonte.
O Boletim Estatístico do CNC seleccionou os 100 produtos mais importados durante o quarto trimestre de 2017, os quais totalizaram 1.229.336 toneladas, face a 1.221.396 de toneladas do período homólogo, mais 7.940.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here