Petro de Luanda joga na Caála como favorito

0
233

Recreativo da Caála-Petro de Luanda, às 15 horas, no Mártires da Canhala, no Huambo, é o destaque das partidas agendadas para hoje, referentes à 11ª jornada do Campeonato Nacional da I Divisão, Girabola Zap, aberta ontem com a visita do Recreativo do Libolo ao reduto do Desportivo da Huíla.

Apesar da condição de forasteira, a equipa “tricolor” do Catetão chega ao Planalto Central confiante na conquista dos três pontos, de modo a não perder o contacto com o pelotão que segue no topo da tabela classificativa liderada de forma isolada pelo Interclube, com 22 pontos.
Limitados no clássico dos clássicos frente ao 1º de Agosto, que terminou num empate sem golos, por força de castigos e lesões, os pupilos de Roberto Bianchi aparecem mais confiantes na vitória, sobretudo por defrontarem um adversário menos apetrechado, técnica e fisicamente. A inconstância competitiva da Caála, que na jornada passada foi goleada (1-4) pelo 1º de Maio, em Benguela, depois de ter perdido (0-2) em casa frente aos “militares” do Rio Seco, reforça a confiança dos “petrolíferos”.
Com 14 pontos somados, em 24 possíveis, em oito jogos disputados, a formação do Eixo Viário persegue o avanço na classificação, sem perder de vista a possibilidade de discutir o comando da prova no confronto directo com os “polícias”, na eventualidade de ser bem sucedida nos jogos em atraso diante do Kabuscorp do Palanca (fora) e Sporting de Cabinda (casa), referentes à sexta e sétima jornadas, respectivamente.
Privado do virtuosismo de Job, nos corredores laterais, e da tranquilidade de Wilson, na coordenação da defesa, Bianchi apostou com sucesso no povoamento do meio campo, para travar os bicampeões nacionais. Mas, na visita ao conjunto caalense, o Petro de Luanda é obrigado a abrir o ataque e assumir o controlo do jogo, com vista a desfazer as amarras tácticas do adversário, que vai certamente ficar à espera de erros.

Obrigado a vencer

Menos exigente é a tarefa do Interclube, que recebe às 16 horas, no 22 de Junho, o JGM, último classificado da presente edição do Girabola Zap, com apenas três pontos somados, registo pontuado de forma negativa pelo facto de ser o único concorrente sem qualquer vitória.
Os “polícias” vêm de um triunfo (3-1) no reduto do Sporting de Cabinda, numa clara demonstração de força, com Mano Calesso a ser mais uma vez o farol do arranque de época demolidor do conjunto do Rocha Pinto às ordens de Paulo Torres, enquanto a equipa do Huambo empatou a uma bola na recepção aos “militares” huilanos.
Ainda hoje, às 15h30, Sagrada Esperança e Sporting de Cabinda jogam na cidade do Dundo. Com o lugar ocupado na tabela classificativa a servir de bitola de aferição da capacidade competitiva das equipas, os lundas são favoritos, feito que a ser alcançado coloca a equipa de Ekrem Asma no topo.
A jornada encerra amanhã, com a disputa dos jogos Domant FC-1º de Agosto, Cuando Cubango FC-Kabuscorp do Palanca, 1º de Maio de Benguela-FC Bravos do Maquis e Progresso Sambizanga-Académica do Lobito.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here