Afinal, os russos podem ir aos JO de Inverno

0
105

O TAS anulou a suspensão de 28 dos 43 atletas que estavam proibidos de participar os Jogos Olímpicos por considerar insuficientes as provas de que haviam infringido o protocolo antidopagem. Putin congratulou-se com esta medida

Foi durante esta semana que o presidente russo, Vladmir Putin, exigiu explicações às instâncias olímpicas pela exclusão da Rússia dos Jogos Olímpicos PyeongChang2018. Acrescentou, ainda, um pedido de desculpas aos atletas envolvidos no caso de doping, por não os ter protegido dos efeitos do escândalo em questão.

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) respondeu com a anulação da suspensão de 28 de um total de 43 desportistas russos, justificando como insufientes as provas de que a Rússia tenha quebrado as regras da competição e que apontem para a utilização de doping. Assim sendo, a Rússia vai poder participar nos Jogos Olímpicos de 2018, que vão decorrer de 9 a 25 de fevereiro.

Dos desportistas que vão poder regressar à competição estão Alexander Legkov (esqui de fundo), Alexander Tretiakov (skeleton) e Elena Nikitina (skeleton), que são os três dos melhores atletas do planeta nestas modalidades.

Para os restantes atletas, que continuam proibidos de participar na competição olímpica, Vladimir Putin lembrou ao governo que vai organizar uma competição paralela para aqueles que ficam de fora. Os vencedores dessa mesma competição vão receber os mesmos prémios e honras destinados aos medalhados olímpicos.

Entre os atletas proibidos de participar está Aleksandr Zubkov (bobsled) que, nos últimos jogos de inverno, ficou responsável por carregar a bandeira russa.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here